Saiba mais sobre Sertanejo, Sertanejo Universitário e Sertanejo Raiz

Saiba mais sobre Sertanejo, Sertanejo Universitário e Sertanejo Raiz

Olá amigos amantes da música sertaneja. Quero desde já agradecer o espaço que me foi confiado aqui no portal, para que eu possa semanalmente estar contando um pouquinho da história da nossa música sertaneja.

Sertanejo Raiz

Música Sertaneja é toda música que tem sua origem no sertão (interior) brasileiro. Essa é a definição clássica. Hoje, infelizmente, o que vemos é uma grande distorção desse conceito. O gênero caipira surgiu com colonos que trabalhavam nas grandes fazendas nas regiões de Sorocaba, Botucatu e Piracicaba no início do século passado. Já o sertanejo aparece com o surgimento de artistas de outras regiões, o que era cultura, passa a ser comercial tendo influencias de outros gêneros e estilos.

A música caipira (Sertanejo Raiz) viveu seu auge entre as décadas de 1920 e 1970, época em que o Brasil era um país tipicamente agrícola. A partir, principalmente, da década de 80, o gênero sertanejo começou a se destacar no Brasil e passou a ser explorado comercialmente. Pedro Bento e Zé da Estrada, Tibagi e Miltinho, Milionário e José Rico, Léo Canhoto e Robertinho, foram os pioneiros em inserir a influência da cultura Mexicana, Paraguaia e Norte Americana. Um marco importante foi o lançamento da música Fio de Cabelo (1982) da dupla Chitãozinho e Xororó, que vendeu mais de 1 milhão e meio de discos. Recorde absoluto de vendas até aquele momento para o mercado sertanejo. Com o destaque da grande mídia vieram também Leandro e Leonardo, Zezé Di Camargo e Luciano, Rionegro e Solimões entre outros.

Por conta da grande migração da população do sertão para as cidades, as letras mudaram de foco e deixaram de falar das coisinhas simples do interior para exaltarem principalmente o romantismo e a vida na cidade.

Sertanejo Universitário

Agora temos o Sertanejo Universitário que surgiu com a dupla João Bosco e Vinicius que eram universitários e faziam sucesso entre os jovens estudantes. Aproveitando esse gancho em busca de serem aceitos de qualquer forma, apareceram diversas duplas cantando de tudo que podemos imaginar e se apresentando como sertanejo universitário, a maioria vem do interior e cantam em dupla distorcendo totalmente o estilo.
A turma dos Caipiras continuam em defesa da cultura e das tradições, os Românticos sempre terão seu espaço seja a época que for, pois falam direto ao coração, já os Universitários vamos aguardar pra ver no que vai dar.

Tudo na vida passa momentos bons e momentos ruins, tudo tem seu tempo de crescimento e amadurecimento, o negócio é cultivar o que é bom para que não entre em extinção. Grande abraço e até a próxima.



Comentários